Ivo Andric

Ivo Andric nasceu na Bósnia em 1892. Escritor, diplomata e político, Andric foi sempre uma personalidade controversa. Suspeito de envolvimento no assassinato do arquiduque Francisco Fernando, é dentro dos muros da prisão de Maribor que, «humilhado como um verme», escreve os seus primeiros poemas em prosa.

Os bombardeamentos a Belgrado na II Grande Guerra surpreendem-no em Berlim na qualidade de Ministro dos Negócios Estrangeiros na Alemanha do III Reich. Recusa o asilo que os Nazis lhe oferecem e regressa a uma Jugoslávia ocupada, onde viverá encerrado no seu apartamento, em prisão domiciliária. É neste período que escreve as suas duas obras-primas: os romances A Ponte sobre o Drina e A Crónica de Travnik. Morre em 1975, na Jugoslávia de Tito, acérrimo defensor do regime. Ivo Andric permanece um dos nomes incontornáveis da literatura mundial. A sua obra, unanimemente elogiada pela crítica e pelos leitores, e da qual fazem parte poesia, ensaio, romances e relatos de viagem, encontra-se publicada em mais de 20 países.

Livros do autor

A Ponte sobre o Drina

Ivo Andric

Mehmed-Paxá, Grão-vizir, sonha ainda com o dia em que, criança, foi separado da sua família cristã, sendo obrigado a atravessar o rio para a outra margem.

Pátio Maldito

Ivo Andric

Os processos pelos quais a História se entranha na vida dos indivíduos e neles se reflete, num eterno jogo entre o particular e o universal,

A Crónica de Travnik

Ivo Andric

A crónica de Travnik é considerada pela crítica uma das obras-primas de Ivo Andric, que plenamente justifica a atribuição do Nobel de Literatura ao autor.