Total de 87 livros

A Saga de Gösta Berling

Romance magistral, obra-prima intemporal da literatura europeia, «livro de imaginação ardente, sobre o qual se constroem os castelos imorredoiros do sonho e da fantasia».


O Coração do Homem

Tendo por cenário a natureza hostil do extremo norte da Islândia no século XIX, O Coração do Homem é uma profunda indaga­ção sobre a vida, o amor e o desejo, escrito com sublime simpli­cidade e poesia.


Peter Pan

Peter Pan é um dos maiores clássicos da literatura infantil universal e é também uma das personagens que mais influenciou o mundo de Paula Rego.


Plano de Evasão

Um dos romances mais importantes das letras hispânicas do século XX.


O Herói das Mulheres

Com uma escrita elegante e uma imaginação singular, Adolfo Bioy Casares criou em «O Herói das Mulheres» uma galeria de personagens inesquecíveis.


As Aventuras de Pinóquio

A universal obra de Carlo Collodi, numa nova tradução a partir das suas mais recentes edições críticas, e a série de pinturas que a consagrada artista plástica Paula Rego dedicou ao personagem Pinóquio.


Primeiro os Idiotas

Segundo volume de contos de Bernard Malamud, originalmen­te publicado em 1963, Primeiro os Idiotas foi o livro que confir­mou o excepcional valor deste autor perante a crítica.


Thérèse Desqueyroux

Thérèse Desqueyroux, órfã de mãe, educada por um pai ateu no «orgulho de pertencer à elite humana», tentou, falsificando receitas médicas, envenenar Bernard, seu marido, um ser respei­tável mas frio, obtuso.


A Planície em Chamas

Camponeses que lutam pela subsistência, caciques brutais e revolucionários sanguinários coexistem num cenário semi-desértico carregado de injustiça, violência e morte.


O Galo de Ouro e Outros Textos Dispersos

«O galo de ouro» descreve a vertigem do jogo, do amor e da sorte a partir da história de Dionísio, um treinador de galos de luta surgido do nada que se torna uma figura incontornável do submundo.


O Livro de Jón

Romance vencedor do Prémio da União Europeia para a Literatura.


A Raposa Azul

Livro vencedor do Prémio Literário do Conselho Nórdico.