• Autor José Donoso
  • Ilustrador
  • Coleção Ficção Traduzida
  • ISBN 9789896232696
  • PVP 24,99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de julho de 2020
  • 1ª Edição fevereiro de 2019
  • Edição atual 2.ª
  • Páginas 448
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150x225x31,7 mm
  • Idade

 

Prémio Nacional de Literatura do Chile e Prémio da Crítica de Espanha

Romance escrito com «mão de mestre e cabeça de génio», Casa de Campo é uma brilhante alegoria sobre o poder e a rebelião.

A aristocrática família Ventura reúne-se todos os verões na rica e imponente propriedade de Marulanda, gozando a tranquilidade do campo longe da civilização. Aproveitando a ausência temporária dos adultos por um dia, as trinta e três crianças presentes assumem o controlo da casa, transformando os luxuosos salões, escadarias, quartos e corredores labirínticos num domínio de transgressão, erótico e febril.

Erguido ferozmente na placidez da casa de campo, este esplendor de pulsões reprimidas torna-se o início de uma ruptura radical com a ordem imposta e a instauração de um novo mundo - mágico, anárquico e exuberante, mas igualmente perverso e doloroso.

«Ninguém conseguiu transcender as limitações de um passado recente e erguer um estandarte no reino da imaginação com maior facilidade aparente do que o fenómeno da literatura latino-americana, o chileno José Donoso.» - Carlos Fuentes

«Um dos escritores mais importantes da literatura sul-americana contemporânea.» - Mario Vargas Llosa

José Donoso nasce em Santiago, no Chile, em 1924. Depois de uma passagem pelo Sul do país, inscreve-se na Universidade do Chile, onde estuda Literatura Inglesa, e, graças a uma bolsa, entra em Princeton, dedicando-se ao estudo do Inglês antigo.

Escreve alguns contos e, em 1957, período em que viveu com uma família de pescadores em Isla Negra, publica o seu primeiro livro, Coronación. Com uma obra amplamente reconhecida por autores consagrados, como Mario Vargas Llosa, Carlos Fuentes ou Gabriel García Márquez, destacam-se nesta os romances El Obsceno Pájaro de La Noche e Casa de Campo, nos quais expõe, de forma magistral, a psicologia decadente da estrutura social do Chile de Pinochet, tornando-a alegoria universal.

Nome maior da Literatura, recebe várias distinções ao longo da sua carreira, entre a quais o Prémio Nacional de Literatura do Chile, o Prémio da Crítica, em Espanha, o Prémio Mondello ou o Prémio Roger Caillois.

Morre em 1996, na mesma cidade onde nasceu.





Outros livros do mesmo autor

Casa de Campo

José Donoso

Romance escrito, segundo a crítica, «com mão de mestre e cabeça de génio», Casa de Campo é um dos livros fundamentais da literatura sul-americana.